DICA DO DIA

Antes de tudo: Fora Temer!

sábado, 26 de dezembro de 2009

Adoro um filme pipoca!

Filme pipoca é um termo inventado pelos que não gostam do cinemão americano. É um termo pejorativo, que quer mais ou menos dizer que "a ida ao cinema para ver um determinado filme, vale só pela pipoca". Cinema de entretenimento. Puro e simples. Pipocão! São os famosos blockbusters, os líderes de bilheteria ou mesmo as comédias românticas - que entraram na lista pela sua completa falta de comprometimento político, social, cultural... (Cinema catásfrofe saiu desse grupo depois que consciência ambiental e o possível fim do Mundo viraram assunto sério.)
Eu ADORO UM FILME PIPOCA!!!
Pra quem trabalha com isso, dizer uma frase dessas é quase como sair por aí dizendo que não acredita em Deus: Muita gente vai discordar de você, alguns vão tentar te convencer do contrário, e quem ficar calado vai te apedrejar quando você virar as costas. Mas ninguém se espanta se um engenheiro, um dentista ou uma aeromoça entram na fila do cinema para ver "Titanic 3 - o Navio afundou de novo".
É como se só gente normal * pudesse se divertir. Se você não for um deles, está PRA SEMPRE castigado a só ver filmes que te façam pensar, sofrer, refletir... Está fadado a emendar idas ao cinema à noites de debate político com o pessoal engajado, e a achar interessante longos silêncios na tela, roteiros desconstruídos, ou muitas idéias na cabeça e uma câmera bem ruim na mão. Você vai ter passe livre para as belezas do cinema francês, poderá rever Felini quantas vezes quiser e sempre terá companhia para ir ao Estação. Mas você nunca poderá conhecer o netinho do Shrek e nunca, NUNCA rirá das caretas do Jim Carrey.
Eu, como aprendi também com a minha turma cabeça que o barato é ter opinião, lutar pelo o que quer e revolucionar, resolvi romper a corrente!
Estou indo ao cinema ver AVATAR!
E mesmo ciente do choque que causo nesse momento, não meço palavras e complemento:
EM 3D!!!!!!!
Digo mais:
No New York!!!
Conto quando voltar.
Se eu voltar....*

*1 - artista não é gente normal - isso qualquer tia velha sabe.
*2 - tamanha liberdade de expressão pode me prejudicar. Se eu não retornar em 24 horas, chamem o Jack Bauer*
*3 - É isso mesmo! O Jack Bauer. Aquele da tv. Bem pipocão!

Um comentário:

  1. Caralho! Soulmate!
    Acho uma 'cretinice' não poder assistir um pipocão sem ser criticado. A vida glauberiana cansa.
    Nada como pular com uma explosão, chorar com um cometa que cai, rir com as desventuras de um casamento sem ter que se preocupar no contexto socio-politico-cultural da pelicula... E também no incesto do cara estar comendo a irmã, sendo casado com a tia enquanto a mãe se mata no banheiro. Tudo isso ao som de alguma ópera com uma fotografia beeem magenta. (Acho ótimo... Como também adoro não ter enxaquecas ao fim da sessão).
    Uhul!
    Já está no RSS! Muito bom isso aqui! ;)
    Bjs

    ResponderExcluir