DICA DO DIA

Antes de tudo: Fora Temer!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Gente "interessante"

Meu modelo ranzinza voltou à tona! Acho que é um bom sinal. Normalmente quando as coisas vão bem eu acabo ficando com o sarcasmo na ponta da língua. É divertido olhar o mundo como se você não fizesse parte dele. De umas semanas pra cá dei pra implicar com gente que se acha interessante. Estão sempre antenados com o que há de novo no underground, conhecem bandas escocesas, citam referências o tempo todo, frequentam shows de música completamente entediantes, mas saem tecendo extensos elogios.
Gente interessante também curte poesia.
Eu curto poesia. É bonito. Se for bonita.
Eu até faço poesia, mas não sei nenhuma de cor, nem recito num sarau dando diferentes nuances interpretativas a cada verso.
Claro que tem muita coisa no submundo da arte que é boa. Eu diria até que são as melhores. Não me incomodo com elas. Ainda bem que elas existem! O que me faz rir são as pessoas que se preocupam demais em estar sempre por dentro do que quase todo mundo está por fora.
Normalmente elas formam uma tribo e usam termos como: "Incrível!"; "Amada"; "Genial". Eles sempre conhecem alguém famoso e citam um bocado esse fato. Algumas vezes as tribos tem um linguajar próprio, como a antiga língua do I, o uso de determinadas expressões repetidamente na mesma conversa, um sotaque ou um jeito de falar debochado, como se criassem personagens, esquecendo que já viraram um.
Todas as pessoas "interessantes" se abraçam muuuuuito quando se encontram. Quase sempre esse abraço é acompanhado de uns pulinhos. E todas sentem muita saudade uma das outras mesmo quando estão sem se ver há apenas uma semana.
Tem um tipo de gente interessante que gosta bastante de falar de si. Chegam num ambiente normalmente sem muito pudor, sentam no chão, cruzam as pernas de um jeito esquisito e daí na primeira oportunidade elas contam um caso próprio. Fazem isso para se usar como exemplo numa opinião sobre o assunto da roda. Mas 100% das vezes há um quê de bizarro, ousado ou erótico na história.
Gente "interessante" se despenca de casa pra almoçar na CADEG e ouvir chorinho. (Deus do céu, a CADEG é longe pra cacete. Por que alguém vai a Benfinca num domingo?!)
Gente "interessante" almoça duas vezes por mês em Santa Teresa (Ou, como eles diriam, em Santa.)
Gente "interessante" usa roupa interessante.
Gente "interessante" já viu mais de 3 filmes iranianos.
Gente "interessante" frequenta livraria. (Livraria é uma loja, gente! Você vai pra comprar. Passa ao lado, entra, dá uma olhada nas novidades, vê se algo te interessa, procura alguma coisa que anda buscando e vai embora. Você não volta amanhã só pra tomar um café. Para isso inventaram a cafeteria. Que aliás, também é lugar pra gente interessante já que cobra o triplo do preço pelo mesmo café que você toma na padaria.)

Gente "interessante" perde tempo demais tentando ser interessante e perde muita coisa boa da vida.
Gente "interessante" também é ranzinza. Só que, diferente de mim, eles não se divertem nada com isso!

2 comentários:

  1. Genial! Genial - não "interessante" :)

    ResponderExcluir
  2. caraca, muito bom!!!!!
    agora tenho certeza que pertenço ao time dos ranzizas e quer saber? com muito orgulho!!! Tenho muuita preguiça de gente interessante!!!!

    ResponderExcluir